Arquivos da categoria: Dicas para bailarinas

Benefícios do Ballet na gravidez

Um dos maiores benefícios, como afirma Deborah Klimke de Carvalho, ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade São Luiz, de São Paulo, é que a mulher cria resistência física e psicológica e fortalece a região do períneo, fatores essenciais para um parto natural saudável e tranquilo. A médica também afirma que, como no balé as mulheres trabalham muito o abdômen, isso age na prevenção de problemas como incontinência urinária e prolapso ut…erino e acrescenta que a dança também ajuda bastante quem procura exercícios de alongamento e fortalecimento da coluna. Quando a mulher está envolvida em atividades físicas na gravidez, ela não sentirá dores na lombar, nem terá a sensação de peso excessivo. Mais um ponto muito positivo do balé, segundo Deborah Klimke de Carvalho, é a possibilidade de se conectar com seu bebê através da música. Quando estamos em uma aula de dança, esse é o nosso momento de se desligar do mundo e se conectar com o bebê. De acordo com ela, a música clássica do balé é o maior presente que o bebê pode ter enquanto ainda está na barriga da mãe.

FB_IMG_1426550354520

Novos estudos sobre o benefício do Ballet Clássico

Ballet Clássico corrige a postura, previne dores nas costas e define os músculos

Difícil arranjar um exercício mais completo do que a natação – o exercício trabalha os músculos do corpo todo, exige melhora da respiração e estimula o condicionamento cardiovascular. Mas um estudo da Universidade de Hertfordshire, no Reino Unido, conseguiu encontrar uma atividade ainda mais eficiente: o bale clássico. A equipe de pesquisadores …comparou o desempenho de membros da famosa academia Royal Ballet com o de nadadores da seleção olímpica britânica. Os bailarinos apresentaram melhores resultados em sete de dez medidas de condicionamento físico analisadas, como equilíbrio psicológico, flexibilidade e equilíbrio corporal.

“A técnica é indicada tanto para crianças como para adultos por ser uma atividade física que trabalha todo o corpo, como poucas modalidades esportivas fazem”, afirma o ortopedista Marcelo Cavalheiro, da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.

FB_IMG_1426534373386

Ballet Clássico: a arte para além da arte

Os movimentos enrijecem a barriga, endireitam a coluna e alinham os ombros. Isso acontece porque o abdômen é um dos centros de força do corpo e, consequentemente, é muito exigido durante a execução das posturas. As pernas e os braços são trabalhados ao máximo também. Os músculos ficam bem definidos, mais alongados. O resultado é completamente diferente daquele de quem costuma exagerar na musculação, duas vezes por semana é o suficiente para dar resultados. Outra vantagem é que, como não existe aula de balé sem aquecimento, o número de lesões é mínimo. “No balé as formas do corpo ficam mais harmoniosas e elegantes, uma ótima opção para quem não se adapta às atividades tradicionais”.
(Agradecimentos a Marília Romera, por ceder a imagem).

FB_IMG_1426533606736

Balé para Adultos

Aí está uma dica muito interessante. Esse é o endereço de um blog administrado por uma de nossas alunas e professora (Daniela Sanches) e é recheado de notícias e conselhos para adultos iniciantes, curiosos e adimiradores do Ballet Clássico.

Ler e comentar o blog vale o tempo gasto! Esperamos que gostem e se interessem cada vez mais pela dança.

balletparaadultos.blogspot.com/

 

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA BAILARINAS

Estudos recentes analisaram o consumo alimentar de bailarinas. Observou-se que a dieta era pobre em carboidratos, fibras, proteínas e gorduras. Este tipo de dieta pode trazer prejuízos no desempenho da bailarina durante as aulas e nas apresentações. A força, a resistência e a memória, que são itens fundamentais podem ser prejudicadas com uma alimentação inadequada.

Para manter o peso de uma forma saudável e melhorar o rendimento durante as aulas, algumas dicas são importantes:

- Alimente-se de 3 em 3 horas. O jejum não emagrece e ainda pode piorar o desempenho.

- Inclua lanches nos intervalos entre café da manhã, almoço e jantar.

- Atenção com a mastigação. Ela deve ser devagar para que o alimento fique inteiro triturado

- Beba água! Durante o dia e durante as aulas. Ela hidrata o corpo, além de prevenir câimbras.

- Evite o consumo de: salgadinhos, bolacha recheada, refrigerante, tortas doces, frituras. Estes alimentos são ricos em açúcares e gorduras, o que em excesso piora o desempenho e aumentam a vontade por doces.

- Inclua no cardápio semanal peixes, principalmente salmão, atum, sardinha, que são fontes de ômega 3, uma gordura boa essencial para a memória e concentração.

- Inclua no cardápio alimentos ricos em fibras como: pão integral, arroz integral, aveia, frutas, verduras e legumes.

- Consuma diariamente verduras e legumes variados. Quanto mais colorido for o prato, mais nutrientes existem ali.

- As frutas devem ser consumidas diariamente. Em média 3 a 5 porções ao dia.

- Leve frutas e sucos para consumir no intervalo dos ensaios. Exercícios físicos que duram mais de 1 hora esgotam as reservas de energias do músculo prejudicando o desempenho. Reponha a energia perdida!

Lembre-se: um corpo que dança é um corpo saudável!
Gabriela Lopes Amaral
Nutricionista

www.gabrielaamaral.com.br